Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Poema vindo de uma montanha

por Francisco, em 28.11.23

Do mundo frenético

Prefiro não ter notícias

Deixo-me ficar parado

Para recuperar as energias

O som que da montanha vem

Invade-me os sentidos

São sons de pássaros

Que se encontraram perdidos

A escarpa que se estende

Para lá do horizonte

Mostra-me um céu azul

Vindo não sei de onde

Um ou outro som

De carro a passar

Não me afectam os sentidos

Nem a vontade de estar

Parado

E ouvir...

Tudo aquilo que a Natureza

Me quis fazer sentir

Para lá dos montes

Haverá uma parte

Em mim, deste pequeno

Horizonte



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D